Entrevista do Neil no programa Wait Wait … Don’t Tell Me!

Neil Patrick Harris participou no dia 02 de Junho, do programa Wait Wait … Don’t Tell Me!, mais precisamente do bloco do programa Wait Wait Junior.

O Wait Wait Junior é uma edição especial do Wait Wait … Don’t Tell Me!, da emissora de radio NPR em Chicago com Neil Patrick Harris, além dos convidados Mo Rocca, Paula Poundstone e Maz Jobrani e com participação dos ouvintes da rádio.

Abaixo você confere a entrevista traduzida (transcrita):


(em inglês)

PETER SAGAL, ​​HOST: E agora o jogo em que perguntamos às pessoas que gostamos sobre coisas que elas não necessariamente gostam porque não sabem nada sobre elas. Chama-se “Not My Job”. Neil Patrick Harris passou sua adolescência sendo um astro de TV em “Doogie Howser, MD”. Nós podemos dizer dizer que ele passará dos 50 anos brincando, jogando videogames e bebendo Mountain Dew. Neil Patrick Harris, seja bem-vindo de volta ao ESPERE ESPERA … NÃO ME DIGA.

NEIL PATRICK HARRIS: Obrigado, senhor.

SAGAL: Eu tenho um monte de perguntas aqui das crianças que querem lhe perguntar varias coisas. Mas eu tenho uma pergunta. Você está fazendo um novo programa chamado “Genius Junior”.

HARRIS: Na verdade sim.

SAGAL: E eu assisti. E é um show com essas crianças incrivelmente inteligentes.

HARRIS: Quem faz as coisas mais notáveis? Nós viajamos pela América e encontramos, eu acho, em torno de 24 ou 30 crianças que estavam entre as idades de 8 e 12 anos com uma inteligencia incrível. E nós os emparelhamos em duas equipes de três, e os desafiamos com todo tipo de coisas inacreditáveis.

SAGAL: Isso faz você, no caso, ficar cada vez mais desapontado com seus filhos serem normais?

HARRIS: Oh, meus filhos normais são apenas idiotas, aparentemente.

SAGAL: Aparentemente. Eles não podem fazer nada.

PAULA POUNDSTONE: Bem, eu sempre senti que Doogie Howser meio que me falava que eu era uma pessoa normal.

SAGAL: Porque seus filhos não eram, tipo, cirurgiões brilhantes com a idade de – que idade tinha Doogie Howser, 15 anos?

HARRIS: Doogie foi, sim, 15 anos quando o show começou. E se não me engano, ele foi o primeiro blogueiro.

SAGAL: Ele era mesmo?

HARRIS: Ele terminava todos os episódios no computador, e ele digitava algo que achou intrigante combinar a história A com a história B. E ele daria um sorrisinho e terminaria.

MAZ JOBRANI: Ele foi inspirado por um garoto de 14 anos que se tornou médico?

POUNDSTONE: (espirra).

HARRIS: Deus te abençoe.

POUNDSTONE: Desculpe. Doog, eu estava esperando que você pudesse dar uma olhada. Eu tive essa tosse.

(RISOS)

SAGAL: Bem, isso é bom porque temos algumas perguntas para você. E pedimos ao nosso público, ou às crianças da platéia, que escrevessem algumas perguntas. E aqui está uma de Sebastian. Ele tem 4 anos. Quantos anos tem o seu médico?

HARRIS: Essa é uma ótima pergunta, Sebastian. Meu médico é certamente mais velho que Doogie. Eu acho que ele provavelmente está em seus 40 anos.

SAGAL: Certo.

POUNDSTONE: Eu adoro isso que Sebastian pergunte que você tem um médico. Tipo, eu não tenho um médico regular. Você sabe o que eu faço? Quando levo um gato ao veterinário …

(RISOS)

POUNDSTONE: … Eu faço as perguntas do veterinário como se eu estivesse perguntando sobre um animal em casa.

(RISOS)

JOBRANI: Então esse é o seu médico.

POUNDSTONE: Sim. Eu direi, tipo, quando meu cachorro Ramona faz flexões, ela faz um barulho de gemido. Você acha que sua costela poderia estar se afastando de seus músculos?

(RISOS)

SAGAL: Meu papel favorito, Neil, é recente. É o conde Olaf na série da Netflix, “Desventuras em Série”. E isso também é verdade …

SAGAL: Sim. As crianças aqui amam isso. E Emma, ​​que tem 9 anos, quer perguntar, como você fica com suas sobrancelhas, cabelos e barba quando se fantasia como Conde Olaf?

HARRIS: Ah, essa é uma ótima pergunta. Eu realmente tenho que gastar todas as manhãs algumas horas antes de todo mundo chegar em uma prótese, um trailer de maquiagem de efeitos especiais. E então eu tenho um nariz falso, olho falso, testa falsa e adiciono todas essas manchas e capilares diferentes que me fazem parecer horrível. E então eu vou para outro trailer onde estão todos os apliques. Então eu pego uma peruca de duas peças, depois três pedaços de um monobrow – duas sobrancelhas mais a parte do meio – duas costeletas de carne de carneiro ao lado e um cavanhaque no fundo.

SAGAL: Certo.

HARRIS: Então leva umas boas duas horas.

SAGAL: Uau.

HARRIS: Mas eu não pareço nada como eu, e posso ser uma pessoa horrível e gritar com as crianças.

SAGAL: Isso é divertido. Você gosta de gritar com as crianças quando você começa a interpretar o Conde Olaf? Isso é divertido? Parece divertido.

HARRIS: É o melhor trabalho de todos.

SAGAL: Eu entendo.

(RISOS)

SAGAL: E Finn, também um grande fã de você nesse papel, quer saber se você realmente tem aquela tatuagem no tornozelo?.

HARRIS: Você sabe o que, Finn? Nos primeiros dois episódios da primeira temporada, eu tive – eu era obrigado a fazer essa tatuagem nos olhos. O conde Olaf é conhecido por isso. E eles fizeram esta tatuagem temporária que eles anexariam e aplicariam com álcool. E eu pensei, por que eu não só fico com uma? E assim, entre as temporadas 1 e 2, eu fui e fiz a tatuagem no meu tornozelo, então eu a tenho para sempre.

SAGAL: Uau. Isso é realmente bom. Eu não sabia disso. Isso é compromisso com o papel.

HARRIS: Sim.

POUNDSTONE: Sim.

SAGAL: Bem, Neil Patrick Harris, estamos sempre muito felizes em falar com você. E desta vez, nós convidamos você aqui para jogar um jogo que estamos chamando …

BILL KURTIS: Bem-vindo a casa, Fido.

SAGAL: Então você fez o papel de Doogie Howser, MD, então pensamos em perguntar sobre casas de cachorro.

(RISOS)

SAGAL: Responda duas dessas perguntas corretamente e você ganhará nosso prêmio para um de nossos ouvintes. Bill, quem é Neil Patrick Harris brincando com?

KURTIS: Ryan Riley (ph) de Elmhurst, Illinois.

SAGAL: Tudo bem. Eu estou supondo que Ryan esteja aqui. Então aqui está sua primeira pergunta. Agora há uma casa de cachorro na cidade de San Anselmo, na Califórnia, que é muito incomum. Por quê? A, é aquecido por seu próprio reator nuclear em miniatura; B, foi projetado pelo arquiteto mais famoso da história americana, Frank Lloyd Wright, ou C, é do tamanho de uma mansão de 20 quartos?

HARRIS: O que? Ok, bem, eu ri da resposta, porque isso parece perigoso.

SAGAL: reator nuclear.

HARRIS: reator nuclear.

POUNDSTONE: Sim.

HARRIS: Eu vou com Frank Lloyd Wright, B.

SAGAL: E você está certo, Neil. Foi o que aconteceu.

(SOUNDBITE DE BELL)

HARRIS: (gritando) sim.

SAGAL: É uma ótima história.

(Aplausos)

SAGAL: E as crianças na plateia vão gostar disso. Então, Frank Lloyd Wright construiu uma casa para um casal na Califórnia, e o filho do casal, um garoto, disse, Sr. Wright, você me daria uma casinha para ir com a casa? E Frank Lloyd Wright escreveu de volta e disse, pergunte-me no próximo ano. Estou ocupado agora. E ele escreveu no ano que vem. Ele disse que é no próximo ano. Você vai fazer isso? E Frank Lloyd Wright disse sim. E ele projetou sua casa de cachorro, e você pode ir vê-lo em San Anselmo.

Aqui está sua próxima pergunta. Alguns inventores surgiram, é claro, como se poderia esperar, com uma casinha de cachorro de alta tecnologia. É chamado de Pet Pavilion. É feito de metal e vidro. Tem computadores controlando a temperatura e tudo mais. Mas há um grande problema nisso. O que é isso? A, tem um efeito de eco, fazendo qualquer latido oito vezes mais alto.

HARRIS: Oh, uau.

SAGAL: … B, os eletrônicos, por mais sensíveis que sejam, são arruinados por peidos de cachorro …

(RISOS)

SAGAL: … Ou C, quando um cachorro está dentro dele, parece que você está usando o microondas?

(RISOS)

HARRIS: (Risos) Eu vou com A.

SAGAL: Você vai com A, o efeito de eco?

HARRIS: Sim, senhor.

SAGAL: Não, na verdade era o microondas. Este é o problema.

HARRIS: Sério?

SAGAL: Bem, imagine isso. É uma caixa de vidro com metal nas laterais. Tem botões para controlar. E imagine seu cão dentro dele, olhando para você com um olhar na cara dizendo, não aperte o botão de pipoca.

(RISOS)

SAGAL: Tudo bem, Neil, porque você tem mais uma chance de ganhar tudo para o nosso jovem amigo.

HARRIS: Tudo bem, Ryan.

SAGAL: Última pergunta. A empresa Samsung – eles queriam fazer sua própria casa de cachorro de alta tecnologia. Eles entrevistaram os donos de cães sobre quais recursos deveriam ter, e 18% disseram que a única coisa que o cão deles precisava em sua casa de cachorro era o que? A, um robô totalmente funcional para levá-lo para caminhadas e pegar depois dele; B, um orador que constantemente sussurra, que é um bom cachorro, que é um bom cachorro …

(RISOS)

SAGAL: … Ou C, uma banheira de água quente?

(RISOS)

HARRIS: Essas são minhas escolhas?

SAGAL: Essas são suas escolhas.

(RISO)

HARRIS: Eu – talvez a banheira de água quente?

SAGAL: Essa é a sua escolha? Você está certo. Sim, é a banheira de hidromassagem.

HARRIS: (gritando) sim.

POUNDSTONE: Lá vai você.

JOBRANI: Uau.

SAGAL: Embora …

(Aplausos)

SAGAL: … É chamado de um spa de hidroterapia para o seu cão.

HARRIS: Ah.

SAGAL: Sim.

HARRIS: Certo. Uma banheira quente.

SAGAL: Exatamente. Bill, como Neil Patrick Harris foi em nosso quiz?

KURTIS: Dois de três, você é um vencedor.

SAGAL: Isso é ótimo.

POUNDSTONE: Uau.

SAGAL: Isso significa que você é dois por dois em ESPERA, NÃO ME DIGA.

(Aplausos)

SAGAL: Neil Patrick Harris estrela como o conde Olaf em “Desventuras em Série” da Netflix, e é o apresentador de “Genius Junior”, da NBC, e é autor da série de livros “The Magic Misfits”. A segunda história sai em setembro. Isso é, como uma pequena parte do que ele fez. Neil Patrick Harris, muito obrigado por se juntar a nós hoje no WAIT WAIT … NÃO ME DIGA.

POUNDSTONE: Tchau, Neil.

(SOUNDBITE DE CANÇÃO, “LOOK AWAY”)

HARRIS: (Cantando) .

**FIM DA ENTREVISTA**

Fonte: NPR